segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O caminho: pensar globalmente e agir localmente

"Acho que em Portugal já ninguém tem ilusões sobre 2013 e 2014 [...] o que nos espera, de facto, é uma continuação do empobrecimento, infelizmente... e não só em Portugal [...]
a ideia é pensar globalmente e agir localmente [...]
Estamos a ser conduzidos para a um fechamento sobre nós próprios."
 [..]
Há "necessidade de criar uma consciência colectiva, de criação de redes de relações e redes de solidariedade em que todas as organizações, sem excepção, estão chamadas [...] todas as colectividades, todos os grupos humanos [...] têm a obrigação de fomentar um espírito colectivo de fomentar a gestão da Esperança".
Frei Fernando Ventura