quarta-feira, 14 de maio de 2008

Causas de pobreza

● Entre as principais causas da pobreza podemos encontrar a seca e as guerras em determinadas regiões do mundo.

Por exemplo, todo o continente africano parece ter mergulhado no abismo, depois de devastado por secas e cheias, mas sobretudo por guerras civis (entre os anos 30 e 40 no final do século XX).

O director-geral da FAO afirma que apesar da importância estratégica da agricultura para combater esta situação, nos últimos 10 anos o crescimento do sector agrícola no continente africano foi fraco, alcançando apenas 2,7% no ano 2000. Um dos factores que impede esse crescimento é a concorrência dos países mais desenvolvidos, cuja agricultura é fortemente subsidiada pelos respectivos estados.

● O aumento do desemprego, os salários baixos e as condições de precariedade são outras das causas da pobreza.

Nas sociedades industrializadas, vem sendo registado o empobrecimento progressivo de um sector da população por causa do aumento do desemprego, que hoje afecta uma em cada dez pessoas.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, um terço da população activa portuguesa seria pobre se dependesse apenas dos rendimentos do trabalho. Ou seja, temos um número alarmante de trabalhadores pobres, que confirma que os baixos salários e a precariedade são factores de pobreza.

● A globalização é outra causa, cujos efeitos se farão sentir por muito tempo, nomeadamente através de contínuas crises económicas. As economias mais frágeis estão hoje à mercê das empresas dos países mais ricos, pois estes atribuem subsídios às suas empresas para exportarem e barreiras comerciais aos produtos oriundos dos países mais pobres. O desequilíbrio de meios sufoca completamente as economias mais pobres.

E outras causas haverá...

7 Comments:

Arnaldo Trindade said...

Acho que fora a seca apenas um palavra se esta for relacionada aa todos os seus ambitos é capaz de desifrar os causas da pobreza.
"Corrupção"

antonio said...

A nossa omissão social, que permite aos nossos políticos, empresários e jornalistas venderem-nos a inevitabilidade dos salários baixos e precariedade laboral, é também fonte de pobreza!

Maf_ram said...

Muito bem, amigos!

Gosto de vos ter por cá.

Bom fim-de-semana

SOS online said...

Gente, venho me solidariezar com este Blog e agradecer a colocação do nosso banner, da mesma forma peço um banner deste site para colocar para colocar no SOS.
Creio que só conseguiremos melhorar a pobreza e a miséria unindo forças com as mais diversas possibilidades até inimagináveis.
Ontem publiquei um texto lá no SOS com o título "Quando os ricos abrem os bolsos" pois vi neste gesto um reflexo da nossa luta. Parece que estes pequenos trabalhos de conscientização online são sem importância para o tamanho da necessidade, no entanto é bem o contrário. Estes trabalhos são sementes que plantamos na consciência de quem nos visita e pouco a pouco, estas sementes vão cair em terreno fértil e darão resultados.
Eu não sei quem comenda este trabalho, de toda a maneira fica aqui meu abraço solidário e felicitações a todos.
Alda Inacio

Manuel Rocha said...

Causas, essas ?

Serão ! E muito fáceis de consensualizar também. Mas seria bom que se reflectisse se o colonialismo e o neo-colonialismo ( não só económico mas tb e sobretudo cultural ) não têm nada a ver com isso. Bem como as politicas de "ajuda" e a ausência de perspectiva ecológica que lhes está associada. Ausência no sentido em que ignoram olimpicamente que existem mecanismos de auto-regulação entre população e recursos. A intervenção que se limitar a gerir a primeira e ignorar a segunda, contribui para perpetuar esses ciclos, como já devia estar demonstrado. Procurava um trabalho de R Dumont a proposito de uma das primeiras campanhas da UNICEF no Camboja contra a mortalidade infantil a que se seguiu uma das maiores fomes daquela região, mas ainda deve estar encaixotado. Prometo que deixo a nota logo que o encontro.

Compadre Alentejano said...

Este (des)governo está a contribuir para a pobretização dos portugueses, ou melhor, está a contribuir para que os ricos fiquem mais ricos e os pobres cada vez mais pobres...
Reparem que as medidas que toma, são todas de nivelamento por baixo, nivela-se pelo que está pior...Porquê? Porque é mais fácil e dá menos trabalho...
Um abraço
Compadre Alentejano

Maf_ram said...

Alda Inacio,
Manuel Rocha
e Compadre Alentejano,

Muito, mas muito obrigada pelas vossas contribuições.

Boa semana