quarta-feira, 1 de junho de 2011

40% de pobreza infantil em Portugal

Hoje, em Portugal, o Dia Mundial da Criança fica marcado por um estudo do ISEG, sobre a situação de pobreza em que vivem duas em cada cinco crianças portuguesas.

O estudo retrata a pobreza a dois níveis:
da falta de dinheiro;
e da privação de condições de vida.


Muito pobre é o país que deixa chegar as suas crianças a este ponto.

4 Comments:

alf said...

muito pobre de facto, moralmente muito pobre. Porque isto é o resultado da cupidez, do egoísmo e da estupidez de demasiados portugueses.

Pus um post lá no meu blogue... quem sabe se juntando esforços, cada um como sabe, se consegue melhorar isto um pouco?

Bjs

MaFaR said...

Obrigada, Alf,

todas as vozes são poucas.

Aqui fica o link do post:

http://outramargem-alf.blogspot.com/2011/06/porque-ha-pobreza.html

zedeportugal said...

Os dados mostram, por exemplo, que não há nenhuma criança que por razões económicas esteja privada de televisão. Mas que 23 por cento vivem em alojamentos sobrelotados e que cinco por cento estão inseridas num agregado que não faz uma refeição de carne ou peixe (ou equivalente vegetariano) pelo menos de dois em dois dias. (notícia do seu linque)

As famílias estão completamente desestruturadas, a pressão consumista faz com que as pessoas gastem mais do que o que têm em coisas que não são essenciais (alimentação, conforto). Eu diria que mais do que pão, falta educação.

A seara é tão grande (as pedras são tantas, ladrões e parasitas são mais que muitos) e os trabalhadores são tão poucos (e com tão poucos recursos)...
É urgente mudar as mentalidades e as prioridades.

Abraço.

MaFaR said...

Boa essa achega zedeportugal, obrigada!