segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Portugal não tem nenhum plano de luta contra a pobreza

Portugal encontra-se em muitos indicadores numa situação desfavorável, como é o caso da taxa de risco de pobreza, da taxa de pobreza infantil, do rácio das desigualdades entre ricos e pobres, da taxa de desemprego; no entanto, falta-lhe uma estratégia nacional contra a pobreza.

Visando contribuir para a definição dos programas operacionais nacionais, a Rede Europeia Anti-Pobreza (EAPN Portugal) enviou ao Governo e aos partidos políticos um documento com propostas concretas, onde propõe planos locais de combate à pobreza e à exclusão social que tenham em atenção as necessidades locais e os grupos mais vulneráveis.

2 Comments:

zedeportugal said...

Mais abreviadamente, bastaria dizer que Portugal não tem nenhum plano. :(

alf said...

Os planos de luta contra a pobreza surgem quando esta ameaça o bem-estar dos ricos. Em Portugal isso não acontece porque o clima é amena e as pessoas estão habituadas a sobreviver; portanto, não há nenhuma ameaça para os ricos aqui.

A humanidade rege-se por interesses e a única forma de conseguir uma humanidade melhor é fazer com que os interesses dos que têm poder (que não são nem melhores nem piores do que os outros) coincidam com um desenho melhor da sociedade.

isto pode parecer muito cínico mas é assim que os ricos e poderosos gerem os povos; e é assim que os povos têm de controlar os ricos e poderosos, pela gestão do que cada um presume ser o seu interesse.