quarta-feira, 30 de abril de 2008

"Crise alimentar" um "tsunami silencioso"



O Programa Alimentar Mundial (PAM) advertiu esta terça-feira para a subida de preços dos produtos alimentares constituem um "tsunami silencioso" que ameaça prolongar a fome de dezenas de milhões de pessoas. [Ler aqui]

O Programa Alimentar Mundial precisa de mais 755 milhões de dólares, além dos mais de três biliões previstos para este ano, para cobrir o aumento dos preços dos alimentos. O porta-voz do PAM adiantou à TSF que já foi lançado um apelo aos governos para darem um «passo em frente» para combater a crise alimentar mundial. [Ler aqui]

A ONU vai criar uma célula de crise para tentar evitar a escala dos preços dos alimentos. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu também à comunidade internacional que pague os 755 milhões de dólares que o Programa Alimentar Mundial precisa para sobreviver à actual crise alimentar. [Ler aqui]

Os líderes do Japão e a UE manifestaram, esta quarta-feira, preocupação face à crise alimentar mundial e reclamaram acções urgentes para ajudar os países em vias de desenvolvimento. Para Hugo Chavez, a crise alimentar é um «verdadeiro massacre». [Ler aqui]

3 Comments:

Arnaldo Trindade said...

Infelismente não sei muito o que fazer para ajudar,obrigado por nos repassar as noticias e sem querer encomodar, queria saber por que que Hugo Chaves usa todo tipo de argumento pra falar mal do capitalismo sendo que o país dele sobrevive graças ao petróleo vendido aos EUA e por que ele continua dizendo que o Capitalimso está em crise como se isto não estivesse acontecendo já a muito tempo.

Abraços

Maf_ram said...

Arnaldo,
obrigada pelo seu comentário.
Quanto à sua questão, eu acho que os políticos arranjam sempre maneiras de falar de modo a dar de si a imagem que querem, o que muitas vezes não corresponde à realidade.
É bom estar atento!

Abraços

Arnaldo Trindade said...

hauhauaahuhau, eu sei que não é pra rir.
Mas vejo isso normalmente entre Lula e Fernando Henrique Cardoso aqui no Brasil,Lula comete os mesmos erros de FHC e ficam um a falar mau do outro,mesmo todos sabendo que os dois fizeram besteira.

Abraço.