quarta-feira, 30 de abril de 2008

"Crise alimentar" um "tsunami silencioso"



O Programa Alimentar Mundial (PAM) advertiu esta terça-feira para a subida de preços dos produtos alimentares constituem um "tsunami silencioso" que ameaça prolongar a fome de dezenas de milhões de pessoas. [Ler aqui]

O Programa Alimentar Mundial precisa de mais 755 milhões de dólares, além dos mais de três biliões previstos para este ano, para cobrir o aumento dos preços dos alimentos. O porta-voz do PAM adiantou à TSF que já foi lançado um apelo aos governos para darem um «passo em frente» para combater a crise alimentar mundial. [Ler aqui]

A ONU vai criar uma célula de crise para tentar evitar a escala dos preços dos alimentos. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu também à comunidade internacional que pague os 755 milhões de dólares que o Programa Alimentar Mundial precisa para sobreviver à actual crise alimentar. [Ler aqui]

Os líderes do Japão e a UE manifestaram, esta quarta-feira, preocupação face à crise alimentar mundial e reclamaram acções urgentes para ajudar os países em vias de desenvolvimento. Para Hugo Chavez, a crise alimentar é um «verdadeiro massacre». [Ler aqui]

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Aumenta o preço dos cereais, aumenta a fome



O aumento dos preços dos cereais está a matar à fome os africanos.
Apesar da fome e do aumento dos preços dos cereais serem um problema global o continente africano é o mais afectado.

Uma das razões para este aumento dos preços é o crescimento da produção de biocombustíveis.

Os aumentos dos preços dos cereais são um problema cada vez mais sério e, devido a isso, o Programa Mundial de Alimentos comprou menos 40 por cento dos alimentos necessários, o que pode levar a ONU a retirar ajuda alimentar a 100 mil crianças.

Segundo o secretário-geral da FAO, «a ajuda alimentar continua a ser necessária, nomeadamente para regiões como o Darfur (Sudão) ou para países que sofrem conflitos armados e que não têm dinheiro para comprar alimentos».

Ler mais aqui e aqui.

Perante o receio de futuras restrições no abastecimento internacional de arroz e uma consequente subida dos preços, a sua venda foi racionada nos EUA - uma medida insólita.

Acho impressionante a falta de vontade política para acabar com o problema da fome no mundo!

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Farturas... e Misérias

A alimentação para uma semana

Repare no tamanho da família e dieta de cada país, bem como a disponibilidade e a despesa com a alimentação de uma semana.

1 - Alemanha:
A família Melander de Bargteheide
Despesas com alimentação durante uma semana:
375,39 Euros ou $500.07




2 - Estados Unidos:
A família Revis de Carolina do Norte
Despesas com a alimentação durante uma semana:
$ 341




3 - Itália:
A família Manzo da Sicília
Despesas com a alimentação durante uma semana:
214,36 Euros ou R $ 260,11




4 - México:
A família Casales de Cuernavaca
Despesas com a limentação durante uma semana:
1862,78 Pesos Mexicanos ou US $ 189,09




5 - Polónia:
A família Sobczynscy de Konstancin-Jeziorna
Despesas com a alimentação durante uma semana:
582,48 ou Zlotys $ 151,27




6 - Egipto:
A família de Ahmed - Cairo
Despesas com a alimentação durante uma semana:
387,85 libras egípcias ou R $ 68,53




7 - Equador:
A família Ayme de Tingo
Despesas com a alimentação durante uma semana:
R $ 31,55




8 - Butão:
A família Namgay de Shingkhey Village
Despesas com a alimentação durante uma semana:
224,93 ngultrum ou $ 5,03




9 - Chade:
A família Aboubakar de Breidjing Camp
Despesas com a alimentação durante uma semana:
685 Francos CFA ou $ 1,23

Isto dá que pensar!