terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Risco de pobreza para 20% das crianças portuguesas

«Portugal está entre os seis países da União Europeia onde mais famílias com crianças abaixo dos seis anos de idade vivem no limiar da pobreza, revela um estudo da Comunidade Europeia divulgado, esta segunda-feira, em Bruxelas e disponibilizado na Internet.

Dados do "Tackling Social and Cultural Inequalities through Early Childhood Education and Care in Europe" indicam que um quinto (21 %) dos agregados familiares portugueses com crianças com menos de seis anos está à beira da pobreza.»


Ainda espero que haja alguém, com bom senso, no Poder em Portugal que

9 Comments:

Ana Martins said...

Comungo da sua opinião e esperança!

Beijinhos,
Ana Martins

Arnaldo Reis Trindade said...

Bem amiga, fico triste em saber ou melhor em te avisar que não é só em Portugal que isso acontece não, no Brasil acho que a coisa ainda está be pior, estamos fazendo nossa parte, no minimo alertando aos outros,obrigado pela visita, beijos

zedeportugal said...

Mas têm "montes" de magalhães. Estes governantes são mesmo o espelho desta geração de bimbos deslumbrados que não sabem o que é realmente importante na existência. Explico. Aqui há uns... 6 ou 7 anos, encontrava no lugar onde tomava o café do meio da manhã, quase diariamente, um grupo de jovens de 16 ou 17 anos. Muitas vezes paguei a alguns deles uma sandes ou um bolo seco, porque percebia que estavam com fome mas não tinham dinheiro para os comprar. Contudo, vestiam roupas de marca e possuiam telemóveis muito mais caros que o meu.
Pois estes que (supostamente) governam o país são tal e qual como os pais destes miúdos. A estupidez acompanha sempre a vaidade e o bem parecer.

Rui Figueiredo Vieira said...

Gostei da imagem vou colocar no meu blog!! Em tão pouco é dito tudo! De dia para dia vejo as coisas a piorarem cada vez mais, não ha emprego, não ha dinheiro, cheira a desespero. Acho que os politicos na verdade não podem avaliar o que se passa realmente no nosso país, a gravidade que vive nas familias. As empresas encerram portas enquanto os empresários compram carros novos, os bancos não perdoam e comem o resto dos bens que as familias já não conseguem segurar, vivemos no país dos abutres, da indecencia. Até quando meus amigos?

JC said...

Obrigado por ter passado pelo meu blog.
É extremamente preoupante a situação do pobreza que se vive em Portugal. Preocupante a situação que se está a viver com as nossas crianças, cada vez se vêm mais a pedir na rua, porque os pais deixaram de ter poder de compra para satisfazer as necessdades básicas. A classe média está a desaparecer. Um dia dstes vamos apenas ter ricos e pobres, que é o que se verifia na maioria dos píses latino-americanos.
Beijinhos

Lídia Craveiro said...

Obrigado pela visita. Claro que pode adicionar se assim for o seu desejo. Esta é uma área a que estou tam bem ligada pela instituição onde trabalho que desenvolve bastante trabalho ao nivel social. Concordo inteiramente consigo no que me foi dado perceber pelo que li.

Irei passar por aqui mais vezes, gostei deste blog.

Cumprimentos

Lidia

Eduardo Santos said...

Olá amiga, muito obrigado pela visita. Quanto ao texto, como verificou, é um trabalho que eu preparei tendo como finalidade uma blogagem colectiva sobre a "Inclusão social". Foi generalizado, embora incidisse especialmente sobre a pobreza envergonhada, que é uma das vertentes. A minha ideia era contribuir para a procura de caminhos nesse sentido. Naquela blogagem colectiva apareceram muitas facetas deste problema, caso tenha interesse, deixo-lhe o link da patrocinadora, uma professora de S. Paulo: http://esteranca.blogspot.com/. Ali encontrará certamente matéria para reflectir e até para escrever, se o entender. Alinhamos na mesma equipa, por isso disponha sempre. Saudações amigas.

manuel gouveia said...

Ma têm o Magalhães!

MaFa_R said...

'Magalhães'?
Onde é que já ouvi isso?
Ah! já sei... são daqueles computadores que foram lhes dados... e que depois venderam para comprarem pão...