terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Um Círculo Vicioso


A pobreza não é uma fatalidade mas uma consequência directa da acção do Governo - revela um estudo sobre a percepção da pobreza.


E se é do Governo a responsabilidade, é dele também a capacidade para resolver estes problemas sociais - consideram os portugueses inquiridos no mesmo estudo, que foi feito durante o último ano, e que envolveu a Amnistia Internacional, a rede europeia Anti-Pobreza e o ISEG.

2 Comments:

Anónimo said...

Se é o que as pessoas acham, está cientificamente provado que é mesmo responsabilidade directa da acção governativa ?
Que estranha conclusão ! :)
Não pude deixar de me lembrar da tarde de há dias com uma colega professora no topo da carreira, cujo marido é médico e cujo filho já é independente. Falando o pior possivel do governo e do previsto aumento de impostos, foi-me informando durante o café num quiosque do Pingo Doce que em virtude disso já tinha informado a empregada doméstica de que para o ano não poderia continuar a pagar-lhe o passe da transtejo ( a empregada mora na outra margem e além do passe e do almoço aufere o salário minimo ). Quando finalmente fomos às compras e como era dia de ajuda alimentar, levou um saco onde colocou um pacote de arroz e outro de cotovelos, declamando ufanamente que só neste pais é que as pessoas tinham de se substituir ao governo para cuidar do bem estar da população. Nessa altura perguntei-lhe se ela não poderia fazer mais pelo bem estar da empregada e por conta disso desde esse dia que andamos de relações frias.
:)
Não sei se consegui passar a mensagem....

Mariana Capela

O Puma said...

São os pobres que pedem aos pobrezinhos
que elegem governos